O prefeito ACM Neto aproveitou um encontro do ministro Ricardo Barros (Saúde) com gestores municipais para fazer um balanço das realizações feitas no setor desde 2013. Durante evento realizado na manhã desta quinta-feira (5) no auditório do Hospital Aristides Maltez,  ACM Neto lembrou que, somente nos últimos quatro anos, Salvador conseguiu ampliar o orçamento da saúde de 15% para quase 20%. “Com essas e outras ações, elevamos de 18% para cerca de 50% a cobertura da atenção básica”, disse o prefeito.

Ainda em seu discurso, o prefeito afirmou que, entre 2013 e 2016, a Prefeitura contratou 3.700 profissionais ligados à saúde e Salvador passou de apenas uma unidade de Pronto-Atendimento (UPA) para nove, além da reforma ou construção de mais de 160 unidades e criação de quatro Multicentros.

Depois de agradecer ao ministro Ricardo Barros pela liberação de R$ 50 milhões, em parcela única, para o setor de saúde, ACM Neto disse que, apesar da crise, a Prefeitura está intensificando as obras do primeiro Hospital Municipal da cidade, na Boca da Mata, com investimento de R$ 120 milhões. “O orçamento da Saúde para este ano é, no mínimo, R$ 550 milhões a mais do que a Prefeitura empregou em 2012, último ano da gestão anterior”, afirmou.

À diretoria do Hospital Aristides Maltez, ACM Neto disse que a Prefeitura é a maior contratante da instituição e que o valor foi ampliado em 52% em sua gestão. O prefeito também afirmou que as dívidas das gestões passadas com o Aristides Maltez deverão ser quitadas até o final do ano. “Minha administração está em dia com os repasses. Herdei muitas dívidas e, aos poucos, estamos regularizando tudo. Com certeza, até o final do ano, tudo estará regularizado”.

Além de ACM Neto, o governador Rui Costa, prefeitos da região metropolitana de Salvador, secretários de Saúde e deputados federais e estaduais também participaram do encontro promovido pelo ministro Ricardo Barros para prestar contas dos 200 dias em que está à frente da pasta.