As sugestões apontadas pela população nas reuniões realizadas pelo programa Ouvindo Nosso Bairro serão colocadas em prática pela Prefeitura através de um novo programa: o Salvador Bairro a Bairro. O maior programa de infraestrutura da capital baiana nos últimos anos foi lançado nesta segunda-feira (8), em evento realizado no Cais Dourado, no Comércio. Na ocasião, também foram apresentados os resultados do Ouvindo Nosso Bairro aos participantes e equipe técnica envolvidos na ação.

A abertura do evento contou com a apresentação dos alunos da Escola Municipal Maria Dolores, do bairro de Tancredo Neves, além da execução do Hino Nacional pela Banda de Música da Guarda Municipal. Um dos coordenadores do Ouvindo Nosso Bairro, o assessor especial do Gabinete do Prefeito, Júnior Magalhães, destacou o funcionamento do programa, que promoveu em cerca de um mês 152 reuniões envolvendo os 163 bairros (incluindo as ilhas), com a participação de 9.523 cidadãos, 500 colaboradores e registro de 101.348 sugestões pela população.

“As propostas serão integradas ao Salvador Bairro a Bairro, orçamento municipal para 2016 e Plano Salvador 500”, ressaltou Junior Magalhães. Para isso, foram entregues os resultados do Ouvindo Nosso Bairro pessoalmente aos secretários de Urbanismo, Sílvio Pinheiro, que comanda o Salvador 500, e de Gestão, Alexandre Pauperio, um dos responsáveis pela elaboração da peça orçamentária. Também foi apresentado ao público a marca do Salvador Bairro a Bairro, que vai identificar as obras realizadas na cidade a partir das sugestões dos cidadãos.

O prefeito ACM Neto avaliou o Ouvindo Nosso Bairro como o maior programa de consulta popular realizado por uma cidade no Brasil. “Aqui abrimos o canal de comunicação para que todas as pessoas pudessem opinar. Quem saiu de casa, foi à reunião e acreditou que a Prefeitura poderia melhorar o bairro onde mora, está recebendo agora o Salvador Bairro a Bairro. As obras vão mostrar que quem está no comando da cidade é o cidadão, ou seja, a Prefeitura vai realizar intervenções que os cidadãos pediram com a prioridade que eles mesmos definiram”, apontou.

Os resultados e acompanhamento dos programas serão feitos durante as edições do Gabinete da Prefeitura em Ação, realizados uma vez por mês em cada região administrativa. As próximas acontecerão em Cajazeiras, Pau da Lima e Cidade Baixa.

Consulta popular - O Ouvindo Nosso Bairro foi coordenado pelo Gabinete do Prefeito (GABP), Diretoria Geral das Prefeituras-Bairro e Ouvidoria Geral do Município. O programa contou com uma extensa programação de reuniões, realizadas sempre em locais estratégicos e procurando abranger as demandas de todos os bairros da capital baiana. Os encontros eram realizados nos turnos da manhã e da tarde, sempre em uma localidade e, em cada ocasião, os moradores participantes foram divididos em grupos de até dez pessoas, que responderam um questionário individual e um coletivo, apontando as dez prioridades a serem atendidas no bairro.

As sugestões apresentadas pela população consideradas ações de curto prazo já serão inclusas no orçamento deste ano, sendo aplicados R$200 milhões para atendimento das sugestões, já em andamento. As demais vão fazer parte do programa Salvador Bairro a Bairro e do orçamento municipal para o exercício 2016 e no Plano Salvador 500.

As demandas registradas abrangem diversos setores como saúde, iluminação, educação e infraestrutura, dentre outros. Como a demanda de segurança pública foi a maior preocupação apontada pela população, a Prefeitura vai realizar uma audiência com o governo do estado para a entrega do levantamento e vai investir em ações complementares para reforçar a segurança, como o investimento maior em iluminação pública e a presença da guarda municipal mais próxima da população da cidade.

Sistema - O Ouvindo Nosso Bairro também possibilitou a criação de uma plataforma de suporte pela própria Prefeitura, através da Companhia de Governança Eletrônica de Salvador (Cogel), para dar suporte nos processos de coleta, organização, análise, compartilhamento e monitoramento das informações. Por meio da plataforma web, a Prefeitura poderá centralizar e acompanhar as ações desenvolvidas em cada bairro, além de reunir também os demais programas de gestão lançados pela administração municipal, a exemplo do Gabinete do Prefeito em Ação.

O sistema utiliza ferramentas avançadas de gestão, como o Business Intelligence e o georreferenciamento, que permitem um monitoramento estratégico das ações desenvolvidas, e pode ser acessado em aplicativos móveis, a exemplo de celulares e tablets. É possível ainda a utilização da ferramenta em modo off-line e, quando conectado, utilizar a função de sincronização de dados.

Obras de infraestrutura - Considerado o maior programa de realização de intervenções urbanas de todo o país, o programa Salvador Bairro a Bairro vai promover cerca de mil obras em toda a capital baiana até dezembro de 2016. As ações serão iniciadas em 90 dias e acontecerão de forma simultânea, atendendo às solicitações dos moradores apontadas nas reuniões do Ouvindo Nosso Bairro, com prioridade para os bairros populares da cidade.

A coordenação do programa está a cargo do Gabinete do Prefeito e será executado por diversos órgãos municipais. Todas as intervenções serão acompanhadas em tempo real pelo Sistema de Gerenciamento de Obras Municipais que, através de georreferenciamento e do fornecimento das informações pelos órgãos participantes, possibilitará verificar o status da obra desde a autorização da execução até a inauguração. O sistema também possibilita a geração de relatórios para avaliação e divulgação das ações à população.

O Salvador Bairro a Bairro engloba intervenções como construção e reforma de praças, escolas, unidades de pronto atendimento e multicentros de saúde, escadarias, pavimentação de vias, sinalização, passeios e infraestrutura, dentre outras solicitações da população.